Profissão Gamer: Notícias de Arrepiar


Li recentemente algumas matérias sobre uma suposta patente em que a Sony atrelava seus jogos a um ID único ao seu Playstation. Rumores inclusive sugerem que a nova geração do Xbox também traria esse “upgrade”, ou seja... Perdeu playboy...

Isso inclue uma “assinatura eletrônica” que vincula o seu jogo ao seu console, ou seja não será reproduzido em nenhum outro console. Pode isso? Você compra um jogo e o seu console é o dono dele... Você não pode mais emprestar, levar para casa dos seus amigos, vender, doar, nada disso... Ficará eternamente acorrentado ao seu videogame.


Eu imagino que isso não venha a acontecer, mas as grandes desenvolvedoras com certeza veem isso com grandes olhos... Olhos gananciosos. Afinal, lucrar somente 2 bilhões de dólares num jogo como COD Black Ops 2 é um ultraje. Uma empresa precisa de mais dinheiro. Isso não paga nem a diária dos empregados das mansões dos empresários. Muito menos seus carrões. Enquanto isso num mundo paralelo, desenvolvedores Indies e pequenas produtoras lucram muito com jogos despretensiosos, bem mais divertidos e muito, mas muuuuito mais baratos. Exemplos disso são os jogos Fez, World of Goo, Minecraft entre outros.


Sinceramente, prefiro muito jogar um joguinho de plataforma com gráficos meia boca, porém divertido, do que gastar 200 reais num blockbuster, com gráficos realistas, animações de outro mundo e que na hora de jogar eu fico pensando quantas cervejas eu podia ter comprado com 200 pila.

O mercado de jogos é grande e variado, mas com a vida corrida que temos hoje em dia, eu aposto muito no desenvolvimento de jogos casuais do que jogos que nos prendem dias e dias em frente á TV e nos faz perder empregos, namoradas e amigos. Jogos com fases curtas, divertidas e com gráficos originais e “bonitinhos” são os jogos do amanhã. Afinal, hoje em dia quem não curte ser diferente e gostar de uma coisa diferente? (E depois expressar sua opinião no Facebook ou Twitter, lógico).

A não ser que você seja um adolescente sem nada de melhor pra fazer na vida, o que nesse caso eu aconselho... Todos os dias, por duas horas, saia da frente do console e vai estudar! Quem sabe você possa ser o próximo desenvolvedor de um game de sucesso. Pra quem curte e deseja entrar nessa empreitada de criação de jogos, aconselho (o conselho é de graça, aceita quem quer) um documentário lançado esse ano (bem baratinho) e muito aclamado pela crítica (inclusive por aquela do Facebook e Twitter) chamado Indie
Game: The Movie (http://www.indiegamethemovie.com/) que mostra a história de alguns desenvolvedores independentes e como eles perderam o sono, saúde e sanidade para criar esses jogos para o nosso deleite! E aproveito também para que conheçam alguns desses jogos que estão no filme como Braid, Fez, Super Meet Boy, World of Goo entre outros.

Abraços e até a próxima!

Autor: Maico Girardi

Compartilhe no G+

Sobre Marcus Ferreira

Tutoriais 3D Max. 5 anos online! Somos um dos blogs referência em tutoriais de 3D Studio Max. São mais de 5 anos compartilhando conhecimento com milhares de pessoas no Blogger, Facebook, Twitter e Youtube.
    Comente com Blogger
    Comente com Facebook

0 comentários: