Os 10 problemas de ser um pulador de etapas


Existem alguns problemas que podem (ou não) surgir quando pulamos etapas na vida. Isso pode abranger estudos, trabalho, relacionamentos, etc. Para ser específico, pular etapas sem estar preparado pode ser decepcionante na maioria dos casos, pois despertamos expectativas nas pessoas  e não conseguimos corresponder à altura. Veja abaixo uma lista de erros comuns dos puladores de etapas dentro da computação gráfica.

1 - Não sei nada, mas já quero animar
Essa é uma clássica situação dos puladores de etapas. O aspirante a animador, ainda não aprendeu a fazer um box e já quer sair por ai animando. É importante entender que existe um grande (se não gigante) caminho para chegar até animação.

2 - Não sei o que é render, mas quero rendeizar com Vray
Também é muito corriqueira a situação onde a pessoa não sabe criar um ponto de luz, não entende a diferença entre a projetada, a direta, a de preenchimento e a de rebatimento. Ainda por cima não sabe trabalhar com os materiais que o renderizador realista (Mental Ray, Vray, etc) oferecem. Também não sabe ajustar os Gamas, fazer os Passes, fazer a pós produção, enfim. Ai, habilita o renderizador, coloca materiais padrão, manda bala no render que fica muitas vezes lavado (claro de mais) ou escuro. Primeiro, é importante entender os conceitos iniciais de comportamento de luz, sombra, materiais, brilho e reflexo, para depois começar a trabalhar com renderizadores realistas.

3 - Não sei fazer um box, mas coloco 3D no meu curriculum
Essa é outra situação que acontece com frequência. As vezes, a pessoa faz um curso rápido, que muitas vezes não é orientado a projeto e os professores abrem o 3D Studio Max, mostram as barras de Menu, de Ferramentas, de Propriedade, de Status, de Animação, etc, etc, etc. O aluno fica sabendo tudo de barras, mas não sabe como subdividir um box. Se por acaso você se encaixa nessa situação, tire já habilidades em 3D do seu currículo. Estudo mais e coloque o skill lá novamente quando tiver segurança e desenvolver coisas que lhe serão pedidas no futuro emprego.

4 - Depois que eu entrar no emprego eu corro atrás
Isso é um perigo, pois se você não for somar no estúdio, estará desperdiçando seu tempo e o tempo de outros profissionais. A não ser que seu pai seja dono do local, é importante entrar com o pé direito. Chegue sabendo pelo menos o essencial, para não passar vergonha e deixar uma imagem ruim. Lembre-se, o mercado de computação gráfica é um ovo, as vezes, ficar queimado em um lugar poderá lhe prejudicar em outros, pois "pessoas conhecem pessoas".

5- Meu foco é o certificado
Certificados são importantes, mas de que vale dezenas de certificados na parede se na hora de resolver problemas pertinentes as suas tarefas, você não consegue? O diploma não vai descer de lá para te ajudar. Então, fica a dica que os dois são muito importantes, mas dominar a técnica é mais importante que todos os títulos que você possa ter.

6 - Eu já posso ir para o nível avançado?
Se algum mestre, professor, chefe ou colega de trabalho atestar seus conhecimentos, vale a pena focar seus estudos em coisas mais adiantadas. Mas, se você é iniciante, não sabe fazer um bolinha pingar e já quer animar rostos, cabelos, sincronizar vozes com animação labial, amigo, provavelmente você vai quebrar a cara. Não estou desanimando ninguém, tão pouco duvidando da capacidade de aprendizado de de cada um, mas estes estágios são para profissionais que já dominam o básico. É importante mirar alto, mas, também é importante acertar no alvo. Entenda-se, admita-se, enxergue seus pontos fracos e siga em frente buscando melhorá-los. Não tenha vergonha de ainda não saber tudo. Com o tempo isso virá de forma natural, se você buscar sempre.

7 - Me garanto com meu amigo que manja bem
Ah, esses amigos. Ligam no meio do expediente para o colega que manja mais e ficam tirando dúvida numa espécie de help desk. Ou então chamam toda hora no Skype, e-mail, Gtalk. Que inferno! Tirar dúvidas é bom e saudável. Provavelmente seu amigo gosta de te ajudar, mas não se garanta apenas com ele, pois no dia que ele não puder lhe atender por algum motivo, você estará lascado.

8 - Quero fazer coisas de alta complexidade
Legal! Mas, nem sempre isso lhe ajudará a resolver coisas simples. Muitas vezes, o raciocínio para solucionar um problema, vem da conversa com os colegas de trabalho, amigos virtuais, ou mesmo seus parentes. Você deve se empenhar em saber fazer coisas muito boas, mas não se esqueça que o raciocínio prático é sempre um bom aliado.

9 - Instalei o Max hoje, daqui a 3 meses vou para a Pixar
Você pode ir, mas como visitante. Se em pouco tempo conseguir alcançar coisas tão grandiosas, parabéns, você é um artista excepcional! Agora, se não der certo, poderá tentar fazer metas mais a longo prazo, talvez algo do tipo "instalei o Max e em 12 meses de estudos diários, vou tentar uma vaga ali naquele estúdio de porte pequeno".

10 - Vou fazer um game e ficar rico
Se isso der certo, pode dar um pouco de grana pra mim? Desenvolver um game é algo extremamente complexo, demorado e difícil. Eu não sou desenvolvedor, mas tenho alguns amigos que trabalham com isso. Eu vejo eles numa labuta de 36 meses no mesmo projeto até conseguirem terminar. Isso em equipes de 15, 20, 30 ou mais pessoas. Infelizmente, eles ainda não estão ricos, mesmo trabalhando anos com isso. Então, se você é um novato, talvez precise de mais experiência para criar um jogo que lhe deixará milionário. Não que isso seja impossível, afinal, já aconteceu com algumas pessoas. Mas eu disse "algumas", talvez por isso não seja tão fácil assim ser o novo melhor Game Maker do pedaço.

Posts Relacionados:


Compartilhe no G+

Sobre Marcus Ferreira

Tutoriais 3D Max. 5 anos online! Somos um dos blogs referência em tutoriais de 3D Studio Max. São mais de 5 anos compartilhando conhecimento com milhares de pessoas no Blogger, Facebook, Twitter e Youtube.
    Comente com Blogger
    Comente com Facebook

0 comentários: